Publicações

Manual de Arbitragem - 2014-2016 - Versão 2.0

Issue link: http://rdweb.uberflip.com/i/654423

Contents of this Issue

Navigation

Page 49 of 55

Notas: 48 Será permitido ao competidor recolocar o mesmo dedo em duas (2) ocasiões. Se o mesmo deslocamento ocorrer uma terceira (3) vez, o competidor não deverá ser considerado em condição de continuar a luta. O Árbitro, após consulta prévia com os Árbitros de mesa, terminará o combate e declarará o adversário vencedor através de Kiken-gachi. APÊNDICE do Artigo 29 - Lesão, doença ou acidente Se durante o combate um competidor for lesionado devido a uma ação do adversário e o competidor lesionado não puder continuar, os Árbitros deverão analisar o caso e tomar uma decisão segundo as regras. Cada caso será decidido segundo as causas que provocaram a lesão. (Ver parágrafo: a) Lesão 1, 2 e 3). Geralmente apenas um Médico (1) por cada participante tem autorização de entrar na área de competição. Se o médico pedir um assistente (s), o Árbitro deverá ser previamente informado. O técnico nunca está autorizado entrar na área de competição. O Árbitro poderá se aproximar do competidor lesionado para garantir que a assistência oferecida pelo Médico seja dentro das regras. No entanto, o Árbitro poderá chamar os outros Árbitros no caso em que ele precise comentar qualquer decisão. Assistência Médica a) Em uma pequena lesão No caso de uma unha quebrada, o Médico é autorizado a auxiliar no corte da unha. O Médico também poderá ajudar a cuidar de uma lesão nos testículos. b) Em um ferimento sangrando Para medidas de segurança, sempre que houver sangue, a ferida deverá ser sempre completamente isolada, com o cuidado do médico, por fita adesiva, ligaduras, tampões nasais, (os coágulos e os produtos hemostáticos são permitidos). Quando o médico for chamado para oferecer assistência médica a um competidor, ela deve ser dada o mais rápido possível. Nota: Com a exceção das situações acima, se o médico aplicar qualquer tratamento, o adversário deverá vencer por Kiken-gachi.

Articles in this issue

view archives of Publicações - Manual de Arbitragem - 2014-2016 - Versão 2.0